terça-feira, maio 29, 2012

Grupo GUCIT promove reuniões mensais sobre OVNIs

O Grupo GUCIT, sediado no bairro de Cidade Tiradentes, zona leste da capital paulistana, em conjunto com o grupo Exo-X promovem mensalmente no bairro do Carandiru, na zona norte, palestras sob o tema OVNI. Segundo Mauro de Resende, coordenador do GUCIT, estes encontros não tem uma semana definida, as datas levam em consideração o melhor momento, nunca caindo em feriados. Os encontros acontecem no centro espírita Auta de Souza sempre as 14hs, sempre com a abertura de Edison Capozzoli seguido do pesquisador Paulo Aníbal que apresenta os últimos acontecimentos da casuística ufológica, precedendo a palestra do convidado do dia.
Pesquisador Renato Azevedo
No dia 27 de maio fomos conferir o importante trabalho destes pesquisadores num dia especial em que se apresentaram dois consultores da Revista UFO, os pesquisadores Renato Azevedo e Gener Silva, também conselheiro especial da Revista Ufo. Renato dentro de sua especialidade, falou sobre ficção científica a partir da pesquisa ufológica e Gener falou sobre sondas e civilizações. Caso queira assistir as palestras mensais, os encontros acontecem no Grupo Espírita Auta de Souza – Rua Força Pública, Nº 268 – Estação Carandiru do Metro – São Paulo – SP. Os próximos encontros acontecerão nos dias: 17 de junho – 15 de julho – agosto Congresso - 16 de Setembro - 07 de outubro – 11 de novembro e 16 de dezembro.
Grupo GUCIT- Grupo Ufológico de Cidade Tiradentes Para entrar em contato com Mauro Resende ou GUCIT utilize: mauroderezende@yahoo.com.br http://br.groups.yahoo.com/group/UFOVOE www.gucit.com
Consultores da revista Ufo que prestigiaram o evento promovido pelo GUCIT - a partir da esquerda, Atilio, Gener, Anibal, Nelson, Mauro, Renato e Fábio.

quinta-feira, maio 10, 2012

CACHOEIRA DA CACÉIA/MAIRIPORÃ

Este blog sempre procura indicar lugares próximos a São Paulo, para um breve passeio, contato com a natureza na busca de momentos de paz. Mairiporã, cidade ao lado da capital paulistana, e incrustada na Serra da Cantareira oferece diversas opções, e a prefeitura daquela cidade tem se esforçado em destacar os pontos turísticos do município e principalmente aqueles menos conhecidos ou menos acessíveis. Desta forma, a prefeitura de Mairiporã instalou diversas placas indicativas para orientar os turistas, e mesmo assim, dependendo do lugar a ser procurado, alguns pontos não são encontrados facilmente, nem mesmo perguntando aos moradores de certas localidades. Já apresentamos neste blog locais como a Sete Quedas, que contém o que poderíamos chamar de uma cachoeira artificial e corredeiras que provém dela em direção a represa de Mairiporã. Também já falamos aqui sobre o Pico Pingo D’Água, que já abrigou rampas de lançamento de paraglaides e asas delta. Se bem que em algumas ocasiões é possível observar esportistas praticando voos próximo a montanha. O Pingo D’Água atinge 1000 metros e oferece 360º de observação, seria um ótimo local para a prática de vigílias ufológicas, se não fosse a questão da segurança a noite, o que não é aconselhável.
Seguindo mais a oeste, e a sete kilômetros do centro de Mairiporã, e através de estrada de terra, encontramos a Cachoeira da Cacéia. Ela fica dentro da propriedade de seu João Silva que exibe logo a frente de seu sítio uma placa apresentando seu registro junto a prefeitura para utilização do local. Seu João nos contou que quando adquiriu o sitio, encontrou a propriedade cheio de mato e a cachoeira com alguns despachos. Tratou de retirar os utensílios que estavam na cachoeira e limpou o terreno, abrindo espaço para o estacionamento de veículos. Seu João ainda organizou um pequeno bar para que os visitantes possam comer um lanche e tomar refrigerantes. O proprietário não proíbe que se faça churrascos próximo a cachoeira, mas notamos que tal prática tem contribuído para o acúmulo de copos plásticos, latinhas, enfim, resultado de pessoas que pouco se importam em preservar aquele lugar tão precioso naqueles dias quentes. Ao lado da cachoeira a trilha segue mais acima, e segundo alguns aventureiros, há uma cachoeira ainda maior, mas é necessário boa disposição para chegar até lá. Fica portanto a dica, e o mais importante, o acesso é gratuito. Catraca livre.
Pico do Olho D'água 1200 metros de altitude na Serra da Cantareira,ótimo local para passeio, estrada asfaltada,oferece 360º de visão, ótimo local para vigílias ufológicas.
Pôr do Sol no pico Olho D'água - foto Devany Coelho

sábado, maio 05, 2012

A Ufologia Mundial perde um grande pesquisador

A Ufologia mundial tem perdido nos últimos anos seus principais colaboradores e o Claudeco foi um deles. Muito já disseram sobre este grande pesquisador que foi o Claudeir Covo, um dos mais sérios, aprendi muito com ele, estivemos juntos em diversos trabalhos e lugares, mas minha última contribuição ao trabalho dele foi o acesso a um promotor de justiça que atuou como perito no caso Guarapiranga, agora quando o Claudeir quis rever aquele caso. Caramba. Descanse em paz mestre. Atilio Coelho