domingo, novembro 20, 2011

IMAGENS DA EROSÃO MARÍTIMA NO NORTE DA ILHA CUMPRIDA/SP

Meus amigos, Aqui vão mais algumas imagens chocantes que registramos no extremo norte do município de Ilha Cumprida, litoral sul do estado de São Paulo. Observem os troncos de diversas árvores caídas desde a raiz.

Ilha Cumprida também está sendo afetada pela erosão marítima

Temos apresentado neste blog os diversos locais onde a chamada erosão marítima se faz presente , principalmente no litoral paulista. Já falamos aqui sobre os municípios de Santos, São Vicente, Itanhaém, Peruíbe, Iguape, mas agora também trazemos informações sobre o que ocorre no município de Ilha Cumprida, localizado no estremo sul do estado. Constatamos que boa parte do extremo norte da ilha já está comprometida no que tange as suas praias, pois são quilômetros de barra já atingida. Chegamos a conversar com um jornalista daquele município, que também vem acompanhando este processo de destruição das praias da região, quando nos mostrou diversas fotos de meses passados para que pudéssemos constatar o grau de destruição e a velocidade do processo de degradação e destruição de diversas residências próximas as praias. Em Iguape, moradores acreditam que um dos motivos deste processo, além do aquecimento global, seria um trabalho realizado pelo governo estadual na década de 80, quando construíram algumas barreiras e compotas no rio Iguape, desencadeando uma série de reações da natureza, como a formação de uma ilha no Mar Pequeno, entre o centro de Iguape e o norte da Ilha Cumprida. O Rio Ribeira de Iguape também vem demonstrando alto grau de assoreamento e sua foz vem sofrendo diversas transformações, trazendo enormes troncos de árvores e outros materiais, que segundo aquele jornalista estaria formando uma nova margem ao norte e destruindo toda margem de seu leito na região de Igarapá. Para ele, a margem do lado do bairro de Barra do Iguape estaria se aproximando da margem de Igarapá. O resultado ali são águas turvas, sujas de diversos materiais trazidos do interior da mata e de escombros de residências e outros materiais ali nas margens, assim como praias que se tornaram verdadeiros depósitos destes materiais trazidos daquelas outras regiões. Ou seja, a natureza respondendo as intervenções humanas.

YES, NÓIS TEMU BANANAS!

Toda vez que passo pelo chamado Vale do Ribeira, localizado na região sul do estado de São Paulo,fico nervoso ao me deparar com as intensas agressões ao meio ambiente. O Vale do Ribeira é a área de maior presença da Mata Atlântica no país. Há diversos parques ali instalados com o objetivo de proteger o que resta daquela mata que originariamente chegava a atingir até os estados nordestinos, mas hoje se resume a pequenas ilhas da antiga floresta. Daí a importância da região do Vale do Ribeira na preservação daquele sistema e de sua fauna. Empresários e governos (municipal e estadual) poderiam desenvolver ali diversos projetos sustentáveis de maneira que aproveitassem de maneira racional a floresta sem destruí-la. No trabalho desenvolvido por Nicia Wendel ligada a Fundação SOS Mata Atlântica, o Descubra o Lagamar, consta que o governo estadual está realizando um trabalho de tombamento daquelas serras, isso dito em 2003. Oito anos depois diversos proprietários daquelas terras desmatam sem piedade enormes quantidades de mata, algumas em morros com quase 90% de inclinação onde na maioria das vezes as destinam para a agropecuária ou principalmente plantação de banana. Podemos dizer que grande parte da mata atual está sendo substituída por plantações de bananas, reduzindo ainda mais o habitat de diversas espécies de animais e vegetais. Chegamos a constatar queimadas em Área de Preservação Permanente localizado na Barra do Ribeira, para a construção de novas casas, e as placas indicativas deitadas em meio aquela destruição. Então me ponho a perguntar, será que a SOS Mata Atlântica não percebe o desmatamento daquela floresta e o avanço de diversas plantações de bananas, assim como outras tantas agressões ao meio ambiente? O que estariam fazendo a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e as prefeituras locais?

Yes, nóis temo bananas!

Toda vez que passo pelo chamado Vale do Ribeira, localizado na região sul do estado de São Paulo,fico nervoso ao me deparar com as intensas agressões ao meio ambiente. O Vale do Ribeira é a área de maior presença da Mata Atlântica no país. Há diversos parques ali instalados com o objetivo de proteger o que resta daquela mata que originariamente chegava a atingir até os estados nordestinos, mas hoje se resume a pequenas ilhas da antiga floresta. Daí a importância da região do Vale do Ribeira na preservação daquele sistema e de sua fauna. Empresários e governos (municipal e estadual) poderiam desenvolver ali diversos projetos sustentáveis de maneira que aproveitassem de maneira racional a floresta sem destruí-la. No trabalho desenvolvido por Nicia Wendel ligada a Fundação SOS Mata Atlântica, o Descubra o Lagamar, consta que o governo estadual está realizando um trabalho de tombamento daquelas serras, isso dito em 2003. Oito anos depois diversos proprietários daquelas terras desmatam sem piedade enormes quantidades de mata, algumas em morros com quase 90% de inclinação onde na maioria das vezes as destinam para a agropecuária ou principalmente plantação de banana. Podemos dizer que grande parte da mata atual está sendo substituída por plantações de bananas, reduzindo ainda mais o habitat de diversas espécies de animais e vegetais. Chegamos a constatar queimadas em Área de Preservação Permanente localizado na Barra do Ribeira, para a construção de novas casas, e as placas indicativas deitadas em meio aquela destruição. Então me ponho a perguntar, será que a SOS Mata Atlântica não percebe o desmatamento daquela floresta e o avanço de diversas plantações de bananas, assim como outras tantas agressões ao meio ambiente? O que estariam fazendo a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e as prefeituras locais?

quinta-feira, outubro 06, 2011

CHEMSTRAILS EM SÃO PAULO

O assunto é controverso. Em poucas palavras chemstrails são rastros químicos liberados por aeronaves sobre campos ou cidades. Conversamos com pilotos e estes nos informaram que quando uma aeronave encontra-se em dificuldades, ou seja, com algum problema técnico, uma das providências a ser tomada é a liberação de combustível para reduzir o peso e diminuir o risco de um acidente de maior proporção caso necessite realizar um pouso forçado. Então a aeronave ficaria voando a esmo, liberando combustível até que possa resolver seu problema. O outro lado da moeda, segundo outras fontes, é de que também há aeronaves que liberariam outros tipos de produtos, alguns nocivos a nós, como a liberação de bactérias. Já publicamos aqui matérias sobre o tema, inclusive de jornais estrangeiros quando ocorreu interceptação de pelo menos duas aeronaves, borrifando material sobre a Nigéria e outra sobre a Índia (confira no rol de matérias deste blog). Em uma das matérias publicaram fotos do interior de uma destas aeronaves demonstrando que não havia se quer um assento de passageiro ou transporte de equipamentos, mas apenas dezenas de cilindros contendo material desconhecido. Alguns especulam que está aí uma das origens para diversas doenças que afligem a população mundial. Relatamos aqui que vivenciamos uma experiência ruim, inusitada no carnaval de 2009 na Barra do Una, dentro da reserva ambiental da Juréia. A exemplo de diversos outros relatos de pessoas que estiveram presentes em algumas destas ações suspeitas, a temperatura teve um aumento repentino. Isso porque estava numa área úmida, no meio de uma floresta. Um bom exemplo da situação que passamos, é que o gel que utilizo para perfumar meu carro simplesmente secou em questão de 6 horas, ou seja, um produto que foi desenvolvido para aguentar altas temperaturas, já que os veículos ficam sob a ação do Sol e durar todo o mês, simplesmente desapareceu. Testemunhamos no centro da cidade litorânea de Peruíbe, uma visão surreal onde muitas pessoas saiam das lojas com um aparelho ventilador nas mãos, tal o calor repentino provocado por um sol terrível daquela tarde. Em diversas cenas de filmes recentes norte americanos realizadas a céu aberto, podemos observar com frequência tais rastros. Ora, será que há tantas aeronaves com problemas técnicos nos céus norte americanos? Na melhor das hipóteses, porque liberam combustível sobre cidades e muitas vezes a baixas altitudes? A cidade de São Paulo, sua metrópole com mais de 10 milhões de habitantes não fica imune a estas ações, por diversas ocasiões já presenciamos tais aeronaves, assim como recebemos diversos relatos a respeito. Oremos! (rss)

quinta-feira, junho 30, 2011

Uma ótima reportagem sobre OVNIs



Moradores da região de Cruzeiro do Sul AC, na divisa do Acre com o Amazonas, relatam a presença de OVNIs nos céus da Amazônia.
Prestem atenção na fala final do apresentador, brilhante.

quinta-feira, junho 02, 2011

E porque não um videoclip com OVNIs?

Mudando um pouco o rítimo do nosso blog, nada melhor que música pop sob o tema OVNI.
Curtam o som da banda Travis, uma homenagem ao Travis Walton,lenhador norte americano abduzido em novembro de 1975.

domingo, maio 29, 2011

E o Mar Continua Avançando

Através deste blog, temos apresentado locais em que o avanço do mar se faz presente em decorrência das ações humanas e também por conta de ações externas ao planeta.Assim como os resultados deste avanço.
Agora apresentamos a ação das ondas na Praia do Costão em Peruíbe, agora em março/11.A exemplo do que tem ocorrido em outros municípios paulistas, como Santos, S.Vicente, Itanhaém, também algumas praias de Peruíbe tem sido afetadas pela chamada erosão marítima.Durante a parte da manhã ainda se pode aproveitar a faixa de areia, mas parte do muro construído pela Prefeitura já está cedendo.
Vejam as imagens colhidas por volta das 02hs da manhã.


Frases que nos fazem pensar

Por ocasião do 7º Encontro Ufológico de Peruíbe, alguns conferencistas que lá estiveram pronunciaram durante suas palestras frases que nos fazem pensar e que nem sempre são faladas abertamente.
Vamos a elas:


"Levará mais de 50 anos para que liberem todo o material relativo aos OVNIs, mas os ufólogos atuais em sua maioria não estão preparados para lidar com este material".

A.J. Gevaerd, editor da Revista UFO, a mais antiga revista do gênero no planeta

"Acredito que estamos sendo mantidos como exilados pelos alienígenas e por esta razão não temos contato com os seres de fora. Pelo que vocês tem visto pelos noticiários, vocês acham que eles estão certos ou errados?"

Palestra de Stanton Friedman, ufólogo, escritor e físico núclear canadense.

quarta-feira, março 30, 2011

Vem aí o 7º Encontro Ufológico de Peruíbe


Entrada gratuita
Para se inscrever utilize o link abaixo:

http://www.peruibe2.sp.gov.br/noticias/2011/03/04/f1G.jpg

GRADE DE PROGRAMAÇÃO
http://www.peruibe2.sp.gov.br/noticias/2011/03/04/noticia1.html

Realização: Prefeitura Municipal de PeruíbeSecretaria de TurismoOrganizaçãoRevista UFO - Equipe UFO
Apoio:Revista UFO
Mythos Editora DESTAQUE SHOPPING UFO

sexta-feira, fevereiro 18, 2011

Vem aí nova ação islâmica?

O mundo tem acompanhado com atenção a onda revolucionária em diversos países islâmicos fazendo cair diversos governos há muito estabelecidos.
Sem considerar a característica destes governos, é surpreendente que de uma hora para outra diversos ditadores passam a ser questionados por seus cidadãos e numa outra etapa começam os movimentos para derrubá-los, numa atitude até então impensável dentro das características daqueles países árabes, normalmente governos autoritários.
Mas será que poderemos acreditar que esta "onda demoncrática" que varre aqueles países seja algo natural que brote do seio do povo ou haveriam outras forças atuando para que com uma nova configuração de peças daquele complexo jogo de xadrez surja uma nova força no equilíbrio mundial, portanto desestabilizando a antiga ordem?
O ocidente e Israel parecem ter ficado surpresos com essas alterações de última hora, pois chegaram a demonstrar temores de que essas mudanças pudessem levar a regimes ainda mais duros e contra seus interesses. A nova configuração internacional islâmica está impressa na ainda pouco conhecida Fraternidade Islâmica, e um bom exemplo do que vem por aí é a permissão do novo governo egipcio para que navios de guerra iranianos passem pelo Canal de Suez, fazendo com que Israel comece a se sentir ameaçado.
Neste 17 de fevereiro, o ufólogo e editor da Revista UFO, atualmente a mais antiga revista do gênero no planeta, vem a público para informar que um famoso político e religioso islâmico norte americano,Louis Farrakhan amigo pessoal do atual presidente Barack Obama, cujo nome ainda mantém em segredo, lhe fez um convite para representar o Brasil na condição de ufólogo, para um evento Illinois, no próximo dia 26 de fevereiro, para 5 mil pessoas e com a presença maciça de líderes políticos, religiosos, artistas, militares, celebridades etc dos Estados Unidos, com o intuito de pressionar os governos de todo o mundo a liberarem de forma irrestrita toda informação envolvendo o fenômeno UFO.
Seria muito suspeitar que Farrakhan amigo pessoal do presidente Obama, segundo Gevaerd, e o presidente já tenham conversado a respeito?
Teoricamente, tal evento deixaria o presidente norte americano contra a parede, até porque de acordo com o rol de lendas da ufologia, diversos presidentes americanos tentaram em vão trazer a público tais informações, além de já ser tradição que candidatos a presidência daquele país, prometam que farão de tudo para quebrar este sigílo que envolve a questão do fenômeno Ufo.
Mas o que poderia acontecer, se este evento tiver êxito?
É claro que terminaria esta estapa romântica da ufologia, que permite que cada um imagine e apresente o fenômeno segundo sua cultura ou interesse, pois a mídia passaria a assumir seu papel, mas agora deixando de desinformar para passar a informar a população sobre a realidade dos ufos e as ocorrências de fatos eventuais, como já ocorrem em alguns países como a Russia.
Também já não seriam necessários os bons préstimos do exército de ufólogos que há no mundo, porque as pesquisas deixariam de ser necessárias, deixando ao estado sua função natural de defesa do cidadão.
Uma coisa é certa, com certeza eles os ufólogos terão cumprindo com honra sua missão cidadã de pressionar os governos sobre informações até hoje proibidas.
Mas ainda fica a questão principal,depois desta ação islâmica que também poderá estremecer antigos paradigmas até onde chegarão os islâmicos?
Atilio Coelho

sábado, janeiro 08, 2011

A maldição dos produtos transgênicos

Para aqueles que me conhecem melhor sabem que sou um inimigo dos transgênicos. Como defensor e admiradorda natureza não poderia apoiar atitudes como esta dos transgênicos que buscam modificar as sementes de inúmeros alimentos, alterando complentamente a escala alimentar. Saiba que já há diversos estudos e documentários a este respeito, e o quanto estão prejudicando a diversos seres na natureza.
A alguns anos atrás, agricultores franceses chegaram a atacar e destruirem plantações da empresa de biotecnologia Monsanto, a principal desenvolvedora desta tecnologia. Lideranças daqueles agricultores franceses alertavam que o objetivo destas empresas era de erradicar aos poucos as sementes originais da natureza, para que estas empresas mantivessem o monopólio delas, fazendo com que os agricultores comprassem delas se quisessem plantar alguma coisa.
Então, aquele hábito inocente de chupar uma laranja, pegar uma semente e plantá-la para quem sabe um dia poder aproveitar seus frutos, já não será possível daqui a algum tempo, porque algumas empresas terão o monopólio do que nos foi dado por Deus ou pela natureza.
Mas o que aconteceu depois que aquelas malditas plantações foram destruídas? Bem, aquelas empresas de biotecnologia fizeram acordos com governos que lhes permitiu continuar aqueles plantios em locais não divulgados para que fossem evitados novos ataques.
Aqui no Brasil, no estado do Rio Grande do Sul, um grupo de sem-terras também chegou a atacar plantações da Embrapa, uma empresa do governo brasileiro. A Embrapa realiza amplas pesquisas com sementes alteradas.
Posteriormente a deputada estadual de São Paulo, Edna Macedo tomou a iniciativa de criar lei que obriga aos comerciantes a alertar aos consumidores ainda nas gondolas dos supermercados a constituição do produto, quando este for de origem transgênica. Mas infelizmente a lei não pegou, pois as empresas implicadas alegaram que haveria a necessidade de uma lei federal e não estadual, já que seus produtos eram comercializados em todo o país. Houve tremenda batalha no Congresso brasileiro, até por ação do Ministério do Meio Ambiente, na época sob comando da Marina Silva. A outra etapa desta batalha na identificação daqueles produtos, foi pelo percentual de elemento transgênico no produto. Mas o lobby no Congresso foi tão incisivo que a lei aprovada obriga que apenas os produtos com percentual mínimo sejam obrigadas a utilizar o símbolo "T" dentro de um triângulo como sinal de que aquele produto tenha percentual transgênico. O que não quer dizer que outros produtos que não ultrapassem aquele percentual também utilizem elementos transgênicos ou genéticamente modificados. Alguns produtos como refrigerantes cola, batatas fritas, e uma infinidade de outros produtos levam elementos transgênicos em sua composição.
Alguns cientistas alertaram para os perigos dos produtos genéticamente alterados na natureza e para a saúde da população, até porque não haviam estudos que comprovassem as conseqüências em nosso organismo, após uso prolongado destes produtos. Alguns chegaram a levantar a possibilidade de induzir alteração em nosso dna após consumo prolongado destes produtos.
Hoje assistimos a evolução de diversas doenças sobre a população como a obesidade e o diabetes. Para alguns estudiosos, estes problemas estariam relacionados a produtos desenvolvidos por empresas de biotecnologia.
Mas e o que dizer sobre o consumo de soja?
Hoje se difunde a importância deste produto para uma saúde mais saúdável, será?
Alguns ainda brincam sobre a proliferação de jovens afeminados, como sendo a água que bebem, será mesmo? rssss
Não tomarei seu tempo com minhas palavras, veja este documentário de dez minutos a respeito dos danos da soja e parabenos em nossas vidas. Avise seus amigos e parentes.