terça-feira, agosto 26, 2008

O Fenômeno UFO encarado com seriedade pela TV Record

Finalmente a imprensa brasileira começa a encarar o Fenômeno UFO com a seriedade que ele merece, pois até pouco tempo e apesar do assunto chamar a atenção do grande público, ele era tratado de maneira jocosa.
Caso você tenha perdido a oportunidade de ver o programa Câmera Record que foi ao ar dia 22 de agosto, confira agora e no conforto de sua poltrona:


http://br.youtube.com/watch?v=J6tjqisUzhk

Suposto pouso de OVNI em Peruíbe-SP



Como sabem nós do Núcleo Tron desde dezembro de l983 temos realizado pesquisas na região de Peruíbe e no interior da reserva Juréia/Itatins. Aquela região é pródiga em acontecimentos insólitos, tanto que por diversas vezes nossa equipe testemunhou diversos fenômenos, além de outras ocorrências, as quais serão publicadas em momento oportuno.
Portanto, para os moradores daquela região, estas ocorrências são corriqueiras, se bem que nem sempre deixam marcas como no caso em tela.
Retornando ao caso, na madrugada de domingo de 16 de agosto, "algo" teria descido sob um matagal na esquina da rua Itália com São Paulo, localizada no bairro de S. José.
Por uma questão de ética, não emitiremos opinião sobre este caso, aguardando as pesquisas dos grupos Exo-X liderado pelo colega Paulo Anibal e do GEUBs liderado pelo amigo Wallacy Albino.
Para ver uma breve reportagem sobre o ocorrido, contendo o depoimento de uma testemunha, aí vai o link para a conferir reportagem do programa Mix Box, da Tv Vale das Artes (canal 16 SAT) filma o local do suposto pouso OVNI em Peruíbe, SP:
http://br.youtube.com/watch?v=4LjVWE3_eic

quinta-feira, agosto 14, 2008

Falso chupacabras aparece no Texas





Novamente dizem ter encontrado o chupacabras na cidade texana de Cuero, considerada a Capital do Chupacabras. Biólogos e veterinários dizem se tratar apenas de um coiote, no então a explicação daqueles técnicos não convenceu a população que considera o "bicho" encontrado como sendo o verdadeiro chupacabras.
Em breve traremos alguns relatos de nossa experiência na caça ao chupacabras pelo interior do estado de São Paulo/SP.
Veja matéria publicada no site norte americano e mais abaixo confira as imagens feitas pelo polícial texano.


ASSOCPRESS
Publicado: 12 Agosto 2008
Funcionários em Cuero, Texas desejam saber se um registro de patrulha prova que o legendário 'Chupacabra' existe.
Os funcionários do Escritório do Dewitt County Sheriff disseram que eles acreditam que uma imagem capturada pela câmera de uma patrulha seja aquela da 'Chupacabra' chupadora de mitológica sangue.
A visão aconteceu dia 08 de agosto, horas antes de pôr-do-sol. Consciente das circunstâncias, Cpl único. Brandon Riedel pressionou o botão de registro sobre a máquina fotográfica de colisão do seu carro de esquadra.
O vídeo mostra o animal, fugindo da unidade que persegue de patrulha. Em dado momento, o animal vira a sua cabeça de lado que oferece um perfil obscurecido quando o vídeo está em pausa. A criatura desapareceu finalmente.
O deputado descreve a criatura como pêlo com um longo focinho, com ter pernas dianteiras curtas e longas pernas traseiras e sobre o tamanho de um coiote.
Acredita-se que um Chupacabra seja uma criatura mítica associada ao México o nome de quem significa "chupador de bode" em espanhol. Supostamente mata gado e drena o seu sangue.
Testes comprovaram que o animal é similar ao encontrado em Cuero ano passado revelado que o animal do tamanho de um coiote.
Como Cuero recebe atenção nacional e se torna rapidamente o Capitólio Chupacabra do mundo, o oficial da lei está preocupado que o vídeo seja o início de uma série de visões no condado.
Embora o xerife acredite que qualquer coisa seja possível, ele está disposto a trabalhar com investigadores críveis que querem olhar o vídeo e ajudam a resolver o mistério.

Veja o vídeo:

http://www.wnct.com/nct/news/national/article/caughtontapetxchupacabra/16223/

segunda-feira, agosto 11, 2008

A Fala de ex-presidentes sobre alienígenas

Algumas revistas e segmentos de mídia mau informados ainda questionam ou fazem chacota daqueles que acreditam na existência de discos voadores e alienígenas, mas estes veículos mau informados agiriam desta forma se soubessem que mesmo membros de governos como o russo, norte americano, ou mesmo brasileiros e canadenses como já apresentamos aqui neste espaço?
E o que dizer quando são os próprios presidentes que falam sobre a existência de alienígenas em nosso planeta?

Confira algumas falas de ex-presidentes norte americanos sobre o assunto:

1)O ex-presidente norte americano Ronald Reagan fala ao plenário da ONU sobre a presença de alienígenas em nosso planeta:

http://www.youtube.com/watch?v=2iDmaB5BxzA (com legendas em frances)

2)Ex-presidente Ronald Reagan fala em escola sobre alienígenas (em inglês)

http://www.youtube.com/watch?v=8KvC_NDlHoI&NR=1

3)Ex-presidente Truman fala sobre a existência de UFOs (em inglês)
http://www.youtube.com/watch?v=kjQvMiMYjQ0&NR=1

domingo, agosto 10, 2008

A Instalação Subterrânea

Peço a atenção de vocês para esse texto. Notem que Graham entrevista um funcionário do governo russo, e este acaba fazendo importantes revelações que vem a corroborar informações que temos lhes passado aqui. Tais entrevistas concedidas por ex-membros de governo são importantes testemunhos sobre o que os governos sabem dos os UFOs, a exemplo da entrevista do ex-ministro canadense Sir Paul Hellyer, já publicada aqui em nosso blog concedida a Revista UFO.

A Instalação Subterrânea
Uma Entrevista com Valery Uvarov.

por Grãham W. Birdsal

Os extratos seguintes foram transcritos de uma entrevista filmada com Valery Uvarov, da Academia de Segurança Nacional da Russia, conduzido por Grah am W. Birdsall, Editorador da Revista de OVNI uiGrã Bretanha-fundada. A entrevista aconteceu na 12ºa Reunião do Congresso Internacional de OVNI e Festival de Filmes,em Fevereiro 2-8, 2003 em Laughlin, Nevada, EE UU. Por favor observe que Grah am Birdsall morreu e a Revista OVNI fechou.
Graham Bird sall (GB ): Qual é o seu título oficial?
Valery Uvarov (VU:) Sou chefe da Repartição de OVNI Pesquisa, Ciência e Academia de Segurança Técnica, Nacional, fundado sobre St Petersburg, Russia.
GB: Esta então é uma agência oficial do governo russo?
VU: Absolutamente. Sou responsável e há duas pessoas sobre mim. Acima deles é o nosso Presidente [Putin.]
VU: Os nossos esforços de pesquisa são divididos em duas partes. Em primeiro lugar, estamos analisando constantemente dados que entram de todas as partes do mundo. Então extraímos o que consideramos ser as informações mais interessantes através do nosso processamento de dados que é amarelo, que é vermelho. Isto, então, é liberado a departamentos variados por toda Russia. O outro aspecto da nossa pesquisa resultou de da seguinte questão: Os OVNIs existem ou não? Com certeza, nós sabemos que eles existem, mas o que está por trás da sua atividade, o seu interesse? Estes são o argumento mais importante para nós, e aquilo em que nós concentramos mais as nossas investigações.
GB: Há cooperação ativa entre NASA e funcionários aeroespaciais Russos a nível técnico/científico e talvez mesmo a nível de exército.
VU: Posso dizer-lhe, de fato, que somente um par de dias antes que eu voasse para os Estados Unidos tive um encontro com meu ... permita-nos de dizer, os meus chefes. E eles disseram estar muito interessados em cooperar com outras organizações ... permitido-nos dizer, os nossos amigos do Oeste. Assim, posso dizer-lhe que esta missão particular é ponto de partida. Minha missão é encontrar pessoal apropriado. Quando isto é feito, e a fase seguinte é ativada, podemos dar alguns passos.
GB: Antes você aludiu a alguns desenvolvimentos importantes que concerniam a explosão de Tunguska de 1908. Para registro, você pode dizer-nos por que você agora acredita conhecer a causa?
VU: Não é um caso de opinião; sabemos o que o causou. Era um meteoro, mas um meteoro que foi destruído por ... permitido nos de dizer, um míssil. O míssil foi gerado por uma instalação material. Nós não sabemos quem o construiu, mas foi construído a muito tempo, há muito tempo atrás e é situado em Sibéria, a centenas de quilômetros ao nortes de Tunguska. Posso dizer-lhe que a nossa investigação revelou mais que uma explosão a Tunguska. Permita-me de compartilharlistatron de alguma coisa com você. O a última vez que esta instalação deu tiros ao longo de um meteoro era sobre 24/September 25 ano passado. Os americanos ... eles também têm três bases ... eles, notaram esta explosão. [O Ref do editor: Veja Novo Cientista volume 178 emitir 2399-14 june 2003 ] -
GB: Perdoe-me, mas alguém dirá que isto parece ficção científica.
VU: Graham, você sabe que quando falamos sobre as verdades que jaz atrás deste sujeito, nós fazemos somente assim com aqueles que têm uma compreensão da responsabilidade que vai com isto. E você sabe que estamos lidando com uma tecnologia muito ulteriormente a frente dos nossos own-one capazes de fazer coisas que não podemos.
GB: Você pode ser mais específico sobre a localização desta instalação?
VU: Procure o lugar da explosão Tunguska. Ao sudeste é o Lago Baikal grande e famoso. Além, ao norte, está um território enorme e estéril cobrindo 100.000 quilômetros. Dificilmente as pessoas vivem lá. Não há nenhuma cidade ou cidades. Ali é onde situamos a instalação
GB: Você é consciente de contos ou rumores estranhos concernindo a "Planeta" assim chamada "X?" Se algum novo corpo celeste tivesse entrado em nosso sistema solar, os astrônomos seguramente o teriam detectado e declarariam a sua presença.
VU: Eu não posso falar por astrônomos do West, mas os astrônomos de nossa Academia nos dizem que não temos nada para temer. Ouvi gente falar sobre uma figura de rotação de 3.600 anos para este planeta, que está numa órbita similar a da Terra mas atrás do Sol. Sabemos que este planeta e a instalação em Sibéria estão estritamente conexaslistatron. Permita-me de dizer que acreditamos que esta instalação esteja mantendo esse planeta numa órbita estável. Se esse planeta fosse mover-se, mudar órbita, o sistema solar inteiro se tornaria instável. Esses astrônomos de nossa Academia têm certeza de que este planeta é habitado, e que esta instalação é projetada para proteger eles e nós. Temos certeza de que nada perigoso acontecerá. Tudo está sob controle.
As nossas investigações mostraram que a Terra tem um pulso, uma freqüência regulada finamente que afeta tudo, todos os seres vivos. Há aproximadamente 12.500 anos atrás, este pulso se adaptou para 360 dias do ano estudar o calendário egípcio velho mas então um asteróide bateu na Terra. Acreditamos que a órbita da Terra foi alterada, artificialmente, para compensar isto. Nosso planeta moveu-se para mais longe do Sol, a um pulso de freqüência de 365.
Isto nos ensinou a acreditar que temos amigos que nos guardam, silenciosamente. Eles não permitiram então, eles não permitirão nem agora, a qualquer planeta, cometa ou asteróide de bater e destruir a Terra. Isto, para nós, agora está absolutamente claro.
Esses que gostariam que o espaço ... dizer-lhe a verdade, todos nós estamos implicados neste projeto sentem uma dor em nossos corações. Todos nós estamos aqui, investigando esta instalação e um pouco de outro material, nenhum deles foi construído por russos ou americanos mas por alguém mais, alguém do espaço sideral. Isto nos entristece quando pensamos o que poderia acontecer se as armas são postas no espaço.
Permita-me falar francamente. Esta instalação tem um sistema de poder, uma fonte de energia. Localizamos isto. Foi durante o conflito na Iugoslávia quando notamos um aumento no produto dessa energia. Para nós, isto era incrível, mas nós agora sabemos que esta instalação reage a agitação e conflitos sociais. Parte da nossa investigação implicou em procurar através de registros e arquivos antigos, e então nós viemos através do Echutin Apposs Alanhor [assim] textos. Nós os chamamos o Alanhor, e eles são de pelo menos 4,000 anos. Eles descrevem a instalação, em termos científicos, em referência ao que estava acontecendo ter lugar lá. É assombroso.
Visitei a área duas vezes. Na primeira vez, a nossa aparelhagem detectou níveis fortes da radiação. Tenho que dizer-lhe, que era bonito e perigoso; não poderíamos esconder-nos a isto. Os poucos habitantes locais da área souberam da instalação, naturalmente, e eles o descreveram a nós. Eles descrevem as estruturas como sendo do tipo metal e desenharam-nos para nós. Loteamos tudo sobre um mapa. Mas esta gente, as suas famílias, os animais, eles estavam sofrendo de doença de radiação.
Os níveis de radiação foram controlados continuamente pelos últimos seis anos, e agora os animais deixaram a floresta. Permita-me dizer-lhe alguma coisa sobre a explosão Tunguska listatron alguma coisa que nunca foi falada antes. Dois meses antes da explosão, todos os animais viventes fugiram da região. Era como se a instalação tinha sido acionada para lidar com o asteróide. Com aquilo veio um aumento de radiação. A mesma coisa está acontecendo agora, hoje.
GB: Há algum plano para organizar outra expedição à área e visitar a instalação?
VU: A radiação é um fator a mais, sim, outra expedição está programada para depois deste ano. Olhe, listatron nós queremos ser abertos e honestos sobre isto. Nós agradecemos a participação internacional, mas as pessoas que nós convidarmos devem ser responsáveis aos olhos do mundo. Queremos gente honesta, de mente aberta e transparente, que está impaciente e disposta a cooperar na troca de informações para então disseminar os dados científicos. Convido você, Graham, para vir para a Russia e visitar a instalação como um observador.
GB: Ficaria honrado. Obrigado.
VU: Você pode dizer que vive entre nós, Russia, e ter decidido que é tempo de que outras pessoas deveriam ver isso, e não somente alguns.

A Nota do editor:

Esta entrevista antes apareceu na edição Abril 2003 de Revista de OVNI, que agora está fechada por causa da morte de o editor, o Grã ham Bird sall.

domingo, agosto 03, 2008

GARÇAS NO BAIRRO DA BARRA FUNDA





Continuando nossa apresentação de aspectos interessantes e curiosos da fauna e flora na cidade de São Paulo.

Como pesquisador, e um admirador da natureza, notamos que a fauna se torna escassa, muitas vezes em visita a reservas naturais como as da Juréria, no litoral sul do estado de São Paulo, nem sempre vemos com facilidade os animais como a alguns anos atrás, e por incrível que possa parecer, é muito mais fácil vermos um gavião, uma garça e outras aves dentro dos grandes centros, como São Paulo, talvez graças a conscientização da população que já não caça com tanta freqüencia.

Apresentamos estas imagens lindas e ao mesmo tempo interessantes, de garças que encontraram abrigo no córrego ao lado do Fórum Criminal do bairro de Barra Funda, zona oeste da capital paulistana.

Embora o córrego não seja um local apropriado para aquelas aves, pois escoa esgoto para o rio Tietê a aproximadamente 300 metros abaixo, mas as copas das árvores ainda se tocam, muitos pássaros também se refugiam ali nos levando a refletir de o como seria aquela região a séculos atrás.

Quando apresentamos estas imagens a colegas, muitos ficaram surpresos por também não imaginarem que naquela região pudesse ter a presença daquelas aves.

Observe.

A VIDA RESISTE NA CIDADE (1)



Dando um tempo em Ufologia até porque este espaço também passará a apresentar outros temas e fatos curiosos e interessantes, gostaria de mostrar um grande exemplo de resistência da vida.

Num nomento em que há tanta devastação de florestas, aumentam as espécies que entram para as listas de risco de extinção, e ações humanas inconseqüentes como a de castramento de animais domésticos, o que levará a sua redução extrema, assim como permitirá o aumento da população de ratos e outros animais nas cidades.

É necessário rever estas ações, antes que seja tarde, até porque elas são parte do interesse de grupos industriais que determinarão que só possa ter um animal, quem se enquadrar nos parâmetros por eles determinados, obrigando o público a adquirir seus produtos.

Um animal tido como solto não utiliza seus shampoos, tapetes sanitários, entre outros produtos, evidentemente não interessa as empresas do ramo, daí a padronização forçada com o apoio de setores da mídia e pessoas pouco informadas em biologia que negligenciam a escala alimentar.

Como exemplo de resistência da vida, apresentamos essa árvore que nasceu "grudada" em um viaduto do bairro do Tatuapé zona leste da capital paulistana.

A Prefeitura providênciou o corte de seu caule, chegou a fazer a pintura do viaduto e no entanto a pequena árvore resiste as intempéries do tempo e a poluição do grande centro.