domingo, junho 22, 2008

Anjo sobre a água?


A foto acima foi publicada no site da UFO Digest. Teria sido batida com uma câmera Fugi 35mm, em Cancun, México, quando o casal Ron and Linda Martinez a passeio de férias, decidiu bater uma foto do lago.
Segundo o casal, o "fenômeno" está impresso no negativo, liberando o material para qualquer análise.
Bem, em experiências de campo, dependendo do local em que está sendo batida a foto, é possível registrar algumas ocorrências como esta, há uma outra foto que apelidaram de Guardião, em preto e branco, onde é possível observar um homem de túnica branca e algo parecido como uma coroa na cabeça, e isso em frente a famosa Pedra da Gávea, localizada na cidade do Rio de Janeiro, local de estranhas ocorrências e muitos mitos.

domingo, junho 08, 2008

UFO EM ITAPEVI

UFO EM ITAPEVI

Por Atilio Coelho – Núcleo Tron

Em 24 de maio do corrente ano, numa linda noite estrelada de sábado portanto céu limpo, em Itapevi município localizado na grande São Paulo, quando dona Maria da Graça S. Firmino ao retornar do quintal de sua residência, avisou assustada seu filho André sobre a ocorrência de um fato inusitádo que estaria ocorrendo lá fora.
Dona Maria disse que havia uma forte luz no céu, pedindo para que ele fosse conferir e dizer de que se tratava. André prontamente se dirigiu ao quintal quando constatou no céu a presença de uma forte luz vermelha estacionada no firmamento, a Oeste, na direção de São Roque, município próximo a Itapevi.
Em decorrência do forte brilho emitido pelo objeto, que inclusive ofuscava o brilho de estrelas próximas – segundo a testemunha - não foi possível para André identificar ao certo o formato do objeto, mas acreditava ser esférico, que estava estacionado acima da rota de aviões naquela região. “Os aviões e helicópteros passavam bem abaixo do objeto, dando a impressão de que ele estivesse muito acima da rota dos aviões”, disse André.

Ação inusitada do objeto

Para André, o objeto ficou quase dez minutos estacionado no mesmo lugar, quando de repente e para espanto das testemunhas, agora já com a presença de mais um filho de dona Maria, um objeto menor de luz esbranquiçada sai do interior do objeto vermelho e em alta velocidade, em linha reta sentido noroeste, desaparecendo no horizonte.
Passados aproximadamente mais três minutos, o objeto avermelhado inicia movimento, se elevando lentamente ainda mais, até desaparecer no infinito.

Alguns pontos

A experiência transmitida pela família Firmino nos trás algumas novidades, pois pela nossa experiência me pesquisa de campo, naves costumam liberar sondas em altura bastante inferior, bem mais próximo ao solo, montanha ou bairro. O deslocamento destes objetos portanto é curto, até por conta de sua ação limitada, investigatória. Normalmente uma sonda não possue tal desempenho de velocidade, pois normalmente sua tragetória além de lenta, é evasiva, num movimento serpenteado, ou em zigue zague, diferente da relatada pela testemunha, que teria disparado em alta velocidade do objeto – mãe – de maneira retilínea, mantendo a trajetória até desaparecer. O tal objeto de luz abranquiçada seria de fato uma sonda?
No entanto o objeto menor se dirigiu para uma região que é pródiga em acontecimentos inusitados, “ponto quente” em termos ufológicos.

terça-feira, junho 03, 2008

Sobre Ufos no Haiti/Rep.Dominicana/Araraquara e a famosa Sereia


Meus Amigos

Como tem ocorrido grande interesse sobre alguns vídeos que estão circulando pela Internet, especificamente Ufos no Haiti, Ufo em Araraquara e a foto de uma sereia deitada a beira mar ou debaixo de algumas árvores, decidimos deixar aqui em nosso blog algumas informações importantes a respeito destes materiais que não passam de obras de animação e outras de arte.

UFOs NO HAITI

Segundo texto do jornalista David Sarno, do jornal norte americano The Los Angels Times, um tal Barzolff, profissional de animação que lecionaria em prestigiada escola de arte na França, teria gasto 17 horas para produzir os vídeos Ufo no Haiti e Ufo na República Dominicana, utilizando um computador MacBook Pro, utilizando alguns softwares de animação, como o VUE6. Barzolff diz: “Os vídeos”,pretendiam ser uma pesquisa para o projeto de um filme no qual estava trabalhando com a Partizan, a companhia francesa de produção cinematográfica responsável pelo filme, dentre outros, ‘Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças”, de Michel Gondry
Ainda segundo Sarno, Barzolff quis antes fazer uma experiência, para saber a reação das pessoas ao ver o vídeo, imaginava que tal vídeo seria visto por volta de 2.000 visitantes do Youtube, quando acessou o arquivo, constatou, para sua surpresa que a visita foi muito superior ao que esperava.
Cá entre nós, causa estranheza o comportamento do alegado autor Barzolff, que diz não pretender aparecer, atitude estranha, já que qualquer profissional busca reconhecimento, no entanto...

Para ver o artigo completo de Sarno, acesse: http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php&id=3265

Para assistir novamente o vídeo no Youtube acesse:
http://br.youtube.com/watch?v=njujBq1IvrA


UFO EM ARARAQUARA

Este vídeo que também está disponível no Youtube, que mostra uma nave “voando” por entre prédios, intitulado de Ufo em Araraquara, e que também gerou grande polêmica, não passaria de uma animação para uma campanha publicitária para a empresa Smash, daquela cidade.
Segundo o conhecido pesquisador Claudeir Covo, que foi em busca destas informações com a produtora do vídeo, seus realizadores lhe disseram o seguinte: “ O projeto é composto por duas fases, a primeira é o lançamento de 3 vídeos no Youtube, apresentando suposta filmagem de um OVNI sobrevoando locais conhecidos daquela cidade. A segunda fase seria a aparição de dois atores vestidos de et.s realizando uma panfletagem no centro da cidade. Claudeir informa ainda que utilizaram o software Autodesk 3DS Max para fazer aquelas imagens.

Para conferir o vídeo daquela produtora acesse:
http://br.youtube.com/watch?v=tKwOIZQsufs

A FALSA SEREIA

Também circula insistentemente pela Internet imagens do corpo de uma sereia, que às vezes ressurge em outras mensagens como ser alienígena que na verdade não passa de uma obra de arte, do artista plástico Juan Cabana, no site que indico logo abaixo é possível inclusive adquirir estas peças.
Mas preste muita atenção naquelas obras, porque algumas delas já circulam pela Internet como sendo corpos de seres fantásticos encontrado por aí. Cuidado! (rss)

Para conferir outras obras de Juan Cabana acesse:
http://www.thefeejeemermaid.com/

E viremos a página. Rsss

Atílio Coelho

domingo, junho 01, 2008

OVNIS E DISCOS VOADORES


OVNIS E DISCOS VOADORES

Por Atílio Coelho


Por diversas vezes nos perguntam a respeito das tantas matérias sobre OVNIS que são vistos ou seus restos que são encontrados.
O termo OVNI – Objeto Voador Não Identificado – não faz necessariamente referência a uma nave alienígena como se costuma pensar.
Muitas vezes jornais e sites apresentam matérias utilizando o termos OVNI e UFO – termo em inglês - que querem dizer a mesma coisa, de forma a chamar a atenção do público, dando a muitos a falsa impressão de se tratar de alguma nave de outro planeta.
Tal termo é utilizado por controladores de vôo e por militares, como sendo qualquer objeto que se desloca no espaço aéreo, portanto pode ser uma pedra, asteróides, pedaço de algum objeto – satélites, aviões e foguetes – e até e porque não uma aeronave não registrada que podem ser civis, como aquelas utilizadas pelo tráfico de entorpecentes e contrabandos, também as militares, que eventualmente invadiriam o espaço aéreo de alguma outra nação, hoje em dia estão sendo desenvolvidos diversas naves de diversos tamanhos, alguns diminutas com a finalidade de espionar a nação inimiga, e finalmente naves de origem desconhecida, estas sim, naves que viriam de outros locais, de outros planetas, do interior da Terra, de outra dimensão ou época.
Recentemente a imprensa tem apresentado pelo menos uma notícia a cada semana, até por conta da curiosidade popular, no entanto, a grande maioria destas notícias não se refere às naves alienígenas, mas sim a bólidos, pedaços de satélites estacionários em nossa atmosfera, que com o passar do tempo se precipitam por nossos céus, e tais notícias serão cada vez mais comum dada a quantidade de satélites estacionários.
A pouco tempo as forças armadas norte americanas tiveram de utilizar um míssil para destruir um satélite desgovernado que continha material tóxico.
Outro bom exemplo foram aqueles objetos que caíram no Brasil, no estado de Goiás ( veja a foto acima), por exemplo. Tal material também era parte de um daqueles tantos artefatos.

FALSOS OVNIS

Também é comum circular pela Internet, nas listas e comunidades de discussão sobre Ufologia, fotos de prováveis naves alienígenas, mas que em sua grande maioria não passam de enganos, quando não são imagens forjadas por pessoas mau intencionadas, com o intuito de conseguirem alguma notoriedade entre amigos ou até tentarem denegrir aqueles que se dedicam a pesquisa ufológica.
São inúmeras as fotos de insetos que surgem de repente nas lentes das câmeras fotográficas, principalmente aquelas em que o fotógrafo não havia notado nenhum ovni no momento em que bateu a foto, mas estes surgem na imagem quando elas são reveladas. São como riscos, algo desfocado que surge na foto, mas na verdade, é algum inseto que passa inadvertidamente no momento que a foto está sendo produzida.
Muitas vezes, tais fotos são desclassificadas por pesquisadores que se especializam em análises de fotos ufológicas.
O mesmo também ocorre com aeronaves, quando estas passam no horizonte e são captadas pela câmera. Há também o caso de fotos noturnas, em que desavisados se enganam ao notar o aumento do brilho de faróis de aviões, principalmente quando estes vêm na direção do observador.
Também contamos com o problema da digitalização de imagens, pois são inúmeras as imagens que são preparadas por pessoas conhecedoras de programas de tratamento de imagens como o Photoshop.
No Youtube proliferam vídeos, curtas confeccionados em celulares e câmeras de vídeo, alguns desfocados outros muito nítidos, mas que não passam de brincadeiras, enganos como os já mencionados trechos de filmes comerciais como o famoso “Ufos no Haiti”.
Bem, nossa intenção era a de em curtas palavras dar um alerta sobre o que ocorre com as tantas imagens que estão circulando por aí, previna-se!

A RESERVA DA JURÉIA ESTÁ DOENTE



A RESERVA DA JURÉIA ESTÁ DOENTE
Por Atilio Coelho

Em março passado, estivemos na reserva ecológica da Juréia-Itatins, reserva localizada entre os municípios de Peruíbe e Iguape, localizados no litoral sul do estado de São Paulo.
Após um verão de fortes chuvas, a mata daquela região não demonstra o mesmo vigor de antes, e para nossa surpresa, constatamos que em diversos pontos da mata haviam ocorrido deslizamentos de terra. Alguns na base dos morros e em outros locais no alto delas.
É verdade que o parque não tem recebido a proteção necessária, recentemente reformaram seu portal de entrada e na área da Cachoeira Paraíso, localizados no núcleo Itinguçu, mas o mesmo não passa de apenas uma maquiagem em relação ao que efetivamente tem de ser feito para proteger a floresta, pois a administração local não consegue impedir desmatamentos e novas invasões no interior da reserva, que aos poucos vai se tornando um grande bairro, dadas às tantas construções e de forma contínua, umas as outras, dando a impressão de estarmos apenas em uma área rural, mas nunca numa reserva ambiental.
Para piorar a situação, o deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores, senhor José Zico Prado conseguiu aprovar lei que garante a permanência daqueles que invadiram o parque, criando condições para que lá permaneçam. Tal lei permite a construção de toda uma infra-estrutura, dando plenas condições de permanência àquelas famílias.
Quando em um evento questionei o deputado Zico a respeito desta lei e de suas conseqüências nefastas à reserva, sua resposta foi evasiva.
Um bom exemplo foi à efetivação de três linhas de ônibus “urbanos”, sendo que uma delas atinge o bairro do Guaraú já no perímetro do parque. As outras duas seguem para o interior da reserva, um até a Cachoeira Paraíso, que na verdade dá acesso a um bairro formado por posseiros, e a outra segue até a chamada Barra do Uma – 14 kms a frente -, que até o início da década de 90 não passava de uma aldeia de pescadores, mas hoje já abriga grande comunidade que explora o turismo local, com pousadas, pequenos restaurantes e campings.
Mas porque ocorreram ali tantos deslizamentos, se o mesmo não ocorreu nas encostas do Parque Estadual da Mata Atlântica, muito próximo a Juréia/Itatins?
O Parque da Mata Atlântica ainda sofre diversas intervenções, pois além dos diversos desmatamentos em seu entorno, há o forte tráfego de automóveis e caminhões, o mesmo não ocorre com a Juréia, pois se comparados os desmatamentos de ambos os sistemas, aqueles que ocorrem na Juréia são bem menores, e o tráfego de veículos nem se compara, pois somente a rodovia Pedro Taques corta a área do parque nos municípios de Itariri e Pedro de Toledo, rumo a BR 116, e assim mesmo o tráfego é bastante reduzido se comparado com as diversas rodovias que cortam o Parque Estadual da Mata Atlântica.
Desta forma, por qual razão ocorreram tantos deslizamentos nos morros da Juréia-Itatins?
Faz-se necessário uma ação mais firme por parte da administração daquela reserva florestal - Juréia/Itatins -, pois tais deslizamentos representam obviamente um sinal de alerta da natureza.

E o mar avança





Erosão Marítima
Erosão Marítima é o termo que especialista empregam para definir locais em que a ação do mar altera ou é alterada de maneira natural ou causada pela ação do Homem.
Assistimos em diversas praias o que popularmente se chama de invasão do mar, pois algumas delas que até a pouco tempo permitiam o acesso do público, hoje já não é mais possível. Constantemente esta ação é associada pelos populares, ao aquecimento do planeta, quando há outras razões para tal.
Segundo uma oceanógrafa, em entrevista na Tv Assembléia, (tv da Assembléia Legislativa do Estado de S.Paulo) 87% do litoral paulista está afetado pela ação da erosão marítima. Ela citou como exemplo o que ocorre no município de São Vicente, quando uma obra realizada pela prefeitura local, simplesmente fechou a passagem do mar construindo uma passagem que dá acesso a Ilha Porchat. Segundo a especialista, ali deveria ser feito um viaduto ao invés daquela via, voltando a dar passagem ao mar como ocorria até o princípio do século passado. Desta forma, em praias como a dos Milionários, que praticamente já não há faixa de areia, o mar poderia recuar liberando a praia.
Prais da Ilha do Mel, no estado do Paraná, Itanhaém (veja as fotos acima) litoral sul paulista, Rio das Ostras no litoral norte fluminense, onde as ondas já destruíram algumas casas no bairro de S. João, ou mesmo em diversas praias do nordeste, a erosão já se faz presente.
A prefeitura de Itanhaém está recuando toda a avenida a beira mar, já que a faixa de areia foi drásticamente reduzida, chegando a atingir quiosques que lá estavam (veja fotos acima).
É possível que o aquecimento global esteja contribuindo para a aceleração destas erosões, talvez causadas pelo degêlo nos pólos, mas também se faz necessário que as prefeituras locais façam obras que corrijam intervenções erradas feitas no passado para que ao menos retarde estes efeitos.
Se você leitor tiver alguma imagem (foto) sobre estas praias que estão sofrendo com a erosão marítima, nos envie para que publiquemos aqui.
Atilio Coelho

Algumas novidades em nosso blog

Prezados Amigos

Pedimos mil desculpas por não termos publicado nenhum artigo, pela falta de tempo e outras razões, mas estamos de volta.
Passaremos a apresentar um leque maior de temas, como o meio ambiente, política, enfim, o que for interessante.
Continuem comentando e ou debatendo os artigos, isso nos ajudará a melhor nosso blog.

Fraterno Abraço

Atilio Coelho