terça-feira, agosto 28, 2007

O Como se enganam pessoas pela Internet e outras mídias







Meus amigos,

Não poderia deixar de comentar uma prática comum na Internet, que é o de divulgarem absurdas e falsas notícias. Estou me referindo a uma mensagem largamente divulgada pelas listas e principalmente em pvt, informando que no dia 27 de agosto, portanto ontem, apareceria nos céus, algo parecido a duas luas cheias. Uma delas seria nosso satélite a Lua e a “segunda” seria Marte, que se aproximaria a tal ponto, que viríamos algo semelhante a duas luas cheias nos céus. Algo absurdo na atual configuração de nosso Sistema Solar seria uma anomalia astronômica, portanto sem fundamento científico.
Quantas mensagens são veiculadas contendo conteúdo duvidoso, em base científica, onde seus autores se aproveitam do pouco conhecimento científico de muitos. Quantos falsos profetas, gurus e mestres não rondam por aí, de olho nos bolsos dos trouxas, digo, incautos, tão havidos de informações que se quer notam no que está sendo proposto, muitas vezes preferindo o fantástico, o lúdico, mesmo que contrarie o bom senso. Dinheiro na melhor das hipóteses, porque há os vampiros de energias, os escravagistas que visam condicionar suas vítimas controlando-as psíquica e espiritualmente.
Nossa experiência em listas nos demonstraram que há gente disposta a acreditar em qualquer coisa, nos deparamos com quem disse fazer parte de grupo de oração a Ashtar Sheran, vibrações para abertura de portais que permitiriam que “anjos” entrassem no planeta para nos ajudar, entre outras basbaquices ou abobrinhas do gênero, quando não se baseiam em textos encontrados estranhamente, tidos como apócrifos que portanto permitem a veiculação de qualquer absurdo, sendo utilizados como base para fundamentação de teses e teoremas.
Quantos não ganharam dinheiro com ficções que outros julgam ser obrar de puro trabalho científico como foram o Código DaVinci, ou mesmo a falsa tumba que abrigava a chamada Sagrada Família, ambos trabalhos, os próprios autores vieram posteriormente apresentar a verdade, mas isso, depois que muitos compraram livros, outros também venderam contra provas, workshops e palestras, sempre visando um público fiel, qualificado, já que 90% são pessoas com alguma formação, e portanto em condições de adquirir seus produtos.
Quantas destas ações não contam com grandes estruturas administradas por sociedades secretas, quando não contam com o apoio de entidades mal intencionadas, normalmente abrigadas no chamado movimento New Age (Nova Era)?
Fiquemos atentos a estas questões, porque estão fazendo muitas vítimas pelo planeta, desestruturando pessoas, famílias e comunidades inteiras para fins obscuros, se aproveitando do momento de transformação que estamos atravessando.

Fraternalmente

Atílio Coelho

segunda-feira, agosto 27, 2007

Imagens da Atlântida?


Meus amigos,

Muito se fala sobre a Atlântida, assunto instigado por Platão ao descrever um antigo reino que teria afundado a muito tempo no oceano.
Pesquisadores vasculham o planeta em busca de provas. Há pesquisadores no altiplano boliviano, em Israel, nas ilhas Canárias e até no Japão.
A Atlântida na Bolivia? Em outubro de 1983, quando estive pelos Andes, e em passagem pela Bolivia, um naymara (índio local) me informou que ali naquela enorme planície existe um povo que vive isolado, que utiliza vestimentas curiosas e um idioma estranho, e que evitam contato com outras pessoas.
Vejam esta matéria publicada pela BBCBrasil, portanto em português, onde é possível observar antigas estruturas de antiga cidade submersa, próximo a costa japonesa e tire suas conclusões:
http://www.bbc.co.uk/portuguese/pop/070824_video_underwater_pop.shtml

quarta-feira, agosto 22, 2007

Mudança do Eixo Terrestre

Decidi colocar esta matéria porque trata de um assunto que até pouco tempo era considerado uma mera fantasia, coisa de místicos, hoje é uma realidade, veja:

The Sunday Times Terça-feira, 14 de janeiro de 2003

LONDRES - O Pólo Norte está de mudança. Cientistas encontraram grandes buracos no campo magnético da Terra, sugerindo que os Pólos Norte e Sul estão se preparando para trocar de posição, numa guinada magnética. Um período de caos poderia ser iminente, no qual as bússolas não mais apontariam para o Norte, animais migratórios tomariam o rumo errado e satélites seriam queimados pela radiação solar. Os buracos estão sobre o sul do Atlântico e do Ártico. As mudanças foram divulgadas depois da análise de dados detalhados do satélite dinamarquês Orsted, cujos resultados foram comparados com dados coletados antes por outros satélites. A velocidade da mudança surpreendeu os cientistas. Nils Olsen, do Centro para a Ciência Planetária da Dinamarca, um dos vários institutos que analisam os dados, afirmou que o núcleo da Terra parece estar passando por mudanças dramáticas. "Esta poderia ser a situação na qual o geodínamo da Terra opera antes de se reverter", diz o pesquisador. O geodínamo é o processo pelo qual o campo magnético é produzido: por correntes de ferro derretido fluindo em torno de um núcleo sólido. Às vezes, turbilhões gigantes formam-se no metal líquido, com o poder de mudar ou mesmo reverter os campos magnéticos acima deles. A equipe de Olson acredita que turbilhões se formaram sob o Pólo Norte e o sul do Atlântico. Se eles se tornarem fortes o bastante, poderão reverter todas as outras correntes, levando os pólos Norte e Sul a trocar seus lugares. Andy Jackson, especialista em geomagnetismo da Universidade de Leeds, Inglaterra, disse que a mudança está atrasada: "Tais guinadas normalmente acontecem a cada 500 mil anos, mas já se passaram 750 mil desde a última." Impacto - A mudança poderia afetar tanto os seres humanos quanto a vida selvagem. A magnetosfera fornece proteção vital contra a radiação solar abrasadora, que de outro modo esterilizaria a Terra. A magnetosfera é a extensão do campo magnético do planeta no espaço. Ela forma uma espécie de bolha magnética protetora, que protege a Terra das partículas e radiação trazidas pelo "vento solar". O campo magnético provavelmente não desapareceria de uma vez, mas ele poderia enfraquecer enquanto os pólos trocam de posições. A onda de radiação resultante poderia causar câncer, reduzir as colheitas e confundir animais migratórios, das baleias aos pingüins. Muitas aves e animais marinhos se guiam pelo campo magnético da Terra para viajar de um lugar para outro. A navegação por bússola se tornaria muito difícil. E os satélites - ferramentas alternativas de navegação e vitais para as redes de comunicação - seriam rapidamente danificados pela radiação. JONATHAN LEAKE The Sunday Times